quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Medo do Escuro

Quem nunca sentiu medo de escuro? Acredito que todos nós, pelo menos uma vez na vida.

É só a luz apagar que nossa imaginação começa a trabalhar, e quando somos crianças a imaginação é muito fértil. Imaginamos um bicho embaixo da cama, monstros que vão invadir nosso quarto através da porta do armário, espíritos do mal, enfim, são diversas as situações que criamos por sentir medo do escuro.

Se seu filho tem esse tipo de problema, jamais menospreze, pois não é manha, a criança sente mesmo essa sensação de insegurança. Normalmente esse tipo de situação começa a acontecer por volta dos 3, 4 anos de idade. Para as crianças, o escuro é cheio de mistérios, pois não se vê nem se conhece nada, por isso imaginam que algo ruim pode acontecer.

Muitas mães nos perguntam: qual a origem desse medo? Difícil responder, pois podem vir de coisas muito simples, como uma cena que assistiu na televisão, uma imagem que viu, ou até mesmo sentir que os próprios pais têm medo de escuro e acabam transmitindo isso involuntariamente.

O papel dos pais nesse momento é fundamental: Devem tranqüilizar a criança sempre que essa situação acontecer. Forneça uma explicação lógica sobre o acontecimento (aquilo que viu ou imaginou, lembre-se a imaginação de uma criança é muito vasta e fértil, nunca duvide do que ela lhe conta) e jamais faça julgamentos. Dessa maneira, aos poucos, seu pequeno (a) vai se sentir mais tranqüilo e seguro, pois sabe que se “algo de ruim” acontecer durante o escuro, sempre vai ter alguém por perto para proteger. E a tendência, é que aos poucos, esse medo acabe.

Você deve ajudar seu filho (a) a encarar seus medos, mas é preciso também ajudar a criar uma situação de independência. Em muitos casos, as crianças procuram a cama dos pais para passar a noite depois de terem se assustado com alguma coisa no escuro. Nessas condições, procure sempre um meio termo entre pedir para a criança voltar para o seu quarto, explicando que não há nada de errado lá, e deixar com que ela fique com você em sua cama. Use sempre palavras suaves e tenha muita paciência, dessa maneira você mostrará que está tudo certo e que nada nem ninguém vai fazer mal à ela, criando assim, uma relação de segurança.

Se seu filho acordou ou nem mesmo dormiu devido ao medo do escuro e te chamou, tranqüilize-o e após tudo parecer bem, faça algumas brincadeiras. Você pode apagar a luz do teto, acender um abajur e fazer sombras com a mão e pedir para que a criança identifique e adivinhe o que você está fazendo. A mesma técnica pode ser usada pelas sombras que os móveis fazem no quarto, assim ele reconhecerá que aquilo tudo existe quando está claro também.

Depois que pegar no sono, mantenha a luz do abajur acesa, assim, se a criança acordar novamente, vai ver que tudo está exatamente como você deixou.

“O medo pode ser benéfico para a criança, pois ela começa a formar o conceito do que é real. Quando os pais explicam que fantasmas não existem, por exemplo, ela entende que o que está vendo faz parte da imaginação”, diz Maria Dirce Benedito, mestre em psicologia do setor de Saúde Mental do departamento de pediatria da Unifesp (SP).

Se com o tempo esse medo não passar, procure ajuda de um profissional especializado no assunto. Algumas pessoas tem certo receio em procurar um médico para ajudar a resolver esse problema, mas não há absolutamente nada de mal nisso, pois talvez, essa seja uma das poucas maneiras de seu pequeno enfrentar e acabar com esse medo.







8 comentários:

  1. Lindo Post!
    Vou usar a tática de fazer sombras com a mão e ver o que acontece!
    Obrigada Ane, por sempre ajudar a gente!

    Beijo!

    PS: Adorei o abajur de menina!

    ResponderExcluir
  2. Amigas,

    Fazer sombras com a mão é ÓTIMO!!!!! Ajuda MUIIIIIIIIIIIIITOOOOOO!

    Podem tentar que dá certo!

    ResponderExcluir
  3. Oi Day... Ainda não estou nessa fase com o Felipe... Mas se caso passar por ela... já sei bem o que fazer!!... Rsrs!
    Excelenteeeee... mais uma vez Parabéns!!
    Temas Atuais e Criativos!
    Beijossss Querida!

    Rê e Felipe.

    ResponderExcluir
  4. Juliana Vivan Piai29 de janeiro de 2011 13:45

    Bacanaaaaaaaa mesmo.......
    Beijos

    ResponderExcluir